O número de mulheres adeptas da vida fitness cresce a cada dia. E isso é excelente, pois uma vida saudável depende da prática de atividades físicas. Ir à academia, por exemplo, além de ser essencial para manter a boa forma, reflete positivamente em vários outros aspectos. Porém, ainda são muitos os mitos sobre musculação feminina.

Na verdade, realmente existem distinções entre elas e os homens em relação às atividades na academia. Além das questões relativas ao organismo feminino, que tem um funcionamento diferente, as mulheres se preocupam mais com alguns detalhes. As roupas para malhar, por exemplo, sempre geram longas conversas entre elas.

Por isso, vamos desvendar a seguir 6 mitos relativos à musculação feminina. Acompanhe e descubra o que tem algum fundamento e o que é apenas balela!

1. A musculação deixa a mulher masculinizada

Além de ser um mito, esse também é um dos maiores preconceitos em relação à musculação feminina. O que se pode afirmar é que, além de ser possível controlar o volume da musculatura alterando o tipo de treino, focando, por exemplo, na resistência, o ganho de massa por parte das mulheres é mais lento.

Elas têm mais estrogênio, que desacelera a evolução dos músculos, sendo que, no caso dos homens, o alto nível de testosterona causa um efeito inverso. Contudo, o crescimento ou não da musculatura feminina depende de vários aspectos (genética, dieta, intensidade dos treinos…).

2. Malhar não ajuda a perder peso

Afirmar que a musculação apenas desenvolve os músculos e não ajuda a emagrecer é outro grande mito. Na realidade, malhar pode ser até mais eficiente para emagrecer do que alguns exercícios aeróbicos.

A musculação é excelente para queimar gordura porque, além de fazer isso durante a atividade em si, ela também demanda energia do corpo durante o processo de recuperação pós-treino. Além disso, ter músculos evoluídos ajuda a mulher a se manter magra, pois eles aceleram o metabolismo e geram maior gasto calórico.

3. As mulheres devem fazer o treino de pernas todos os dias

Como a maioria das mulheres tem uma preocupação especial com a parte inferior do corpo, algumas acham que é necessário treinar pernas todos os dias. Todavia, isso é um grande erro, pois o descanso entre os treinos é um aspecto determinante para a definição e o desenvolvimento muscular, além de evitar o temido overtraining.

É importante destacar que uma boa alimentação pré-treino e também após a atividade é crucial para obter bons resultados.

4. Algumas mulheres engordam quando começam a malhar

Mesmo malhando corretamente e tendo uma alimentação saudável, algumas mulheres não perdem peso (podem até ganhar) nas primeiras semanas na academia. Contudo, isso é algo positivo, pois quando os treinos estão sendo feitos adequadamente, há um ganho de massa magra e, consequentemente, pode haver um leve aumento no peso.

5. Mulheres devem usar suplementos diferentes dos homens

Existem algumas pessoas que ainda acreditam que as mulheres não podem tomar os mesmos suplementos que os homens. Contudo, isso é um grande mito. Utilizando como exemplo o whey protein, ele não possui substâncias específicas em sua composição de acordo com o sexo de quem irá utilizá-lo.

Assim, a única diferença em relação ao uso de suplementos é na escolha daquele mais indicado para o objetivo em questão.

6. O treino das mulheres deve ser diferente

Como a maioria das mulheres treina com o intuito de perder peso e ficar com uma barriguinha seca, realmente não é necessário fazer treinos semelhantes aos dos homens (a maioria malha para ganhar músculos). Contudo, a diferença nas metas é o único fator que faz o treino feminino ser diferente.

Ou seja, se o objetivo da mulher for ganhar massa, ela pode sim treinar com a mesma carga e a mesma intensidade que os homens.

Com todos esses mitos sobre musculação feminina devidamente explicados, você poderá adotar as melhores práticas para obter bons resultados na academia. Assim, além de ter uma vida cada vez mais saudável, suas fotos nas redes sociais sempre ganharão comentários positivos das suas amigas e dos rapazes.

Gostou do conteúdo? Tem algum detalhe para acrescentar? Então deixe seu comentário, teremos o maior prazer em lê-lo.